Variedades

Cerimonialista fala sobre a presença de crianças em casamentos

A dúvida sobre convidar ou não crianças para o casamento ainda é muito comum. Há casais que adoram os pequenos e fazem questão de sua presença no evento, enquanto outros preferem deixá-los de fora da lista de convidados.

A cerimonialista Shalimar Catramby, à frente da equipe da Casa de Festas Casuarinas há mais de 10 anos, fala sobre a presença de crianças em casamentos. “Ter ou não crianças no casamento é uma opção do casal. Porém, a presença dos pequenos é uma tradição antiga, tendo em vista que é muito comum a presença de daminhas e pagens nos eventos”.Shalimar observa que todo casal tem direito de escolher quem convida ou não para seu casamento, mas que excluir as crianças pode gerar muitas situações desconfortáveis. “É provável que pessoas com crianças optem por não ir à festa, pois vão sentir que seus filhos não são bem-vindos. O casal que não convida crianças para o evento precisa estar preparado para se explicar para muita gente”.

A cerimonialista conta que, apesar de não ser legal ficar questionando o casal, muita gente vai querer saber o porquê desta opção. “Muita gente diz que casamentos não são eventos para crianças, pois eles começam e terminam muito tarde, a comida nem sempre agrada, há muito barulho e as crianças acabam ficando entediadas”.Mas ela também lembra que muitas crianças adoram esse tipo de evento. “Todos curtem ver a noiva chegar, brincar na festa, tirar fotos e comer os docinhos. Além disso, se um casal está se unindo, é porque pretende constituir família, e é provável que crianças façam parte de seu futuro. 

Por isso, não as convidar pode ser um pouco estranho”.Shalimar lembra que há várias formas de divertir os pequenos em casamentos para que eles não fiquem entediados e deixem os pais curtirem um pouco da festa com os noivos. “Ter uma área de recreação supervisionada, por exemplo, é uma ótima ideia. Não precisa ser algo grande, algumas mesinhas com cadeiras e material para desenhar, pintar e joguinhos educativos podem entreter as crianças por horas”.Ela finaliza comentando que não convidar crianças para um casamento não é algo proibido, mas que tão pouco é encarado como algo simpático de se fazer. “Por isso, é importante que esta decisão seja muito bem pensada e esclarecida para que ninguém acabe se ofendendo com a situação”.

 

Fonte: Casuarinas Casa de Festas.