Entrevista

Entrevista com Tabelião, Antônio do Prado

Sobre sua trajetória

Antônio do Prado nasceu na cidade de Hidrolândia-GO, filho de Flórido do Prado e Graciema Mendonça do Prado. Aos 03 anos de idade veio para Goiânia.

 

Teve suas primeiras atividades ainda aos 12 anos, como engraxate em Campinas, aos 13 anos começou a aprender o trabalho de Registro Civil com seu pai, e aos 18 foi nomeado o décimo titular do cartório.

 

Foi agraciado com a comenda Pedro Ludovico Teixeira, pela Assembleia Legislativa, além de ter recebido o título de Comendador e outros prêmios e méritos em nome do cartório.

 

60 anos de Cartório

Em 2016, Antônio do Prado completou 60 anos de atividade cartorária e conhecido como um tabelião inovador, vem renovando a cada dia, desempenhando sua atividade com muita competência e credibilidade, oferecendo atendimento diferenciado, estruturas modernas e avanços inovadores.

 

“A credibilidade que conquistei até hoje só aumenta minha responsabilidade.”

 

Sobre a história do Cartório

O Cartório Antônio do Prado foi fundado em 1877 (tempo do Império) no Arraial de Nossa Senhora da Conceição, depois povoado de Campinas, município de Bonfim (hoje Silvânia) e Província de Goiás. Com a inauguração de Goiânia, Campinas tornou-se bairro.

 

Foi o primeiro Cartório de Registro Civil a ser informatizado, tornando-se o destaque como o melhor e mais organizado sistema cartorário do Brasil. Hoje conta com o maior acervo documentário do Estado de Goiás com mais de 2.000.000 (dois milhões) de registros.

 

Durante esse período foram mais de 800 mil cidadãos registrados e mais de 400 mil casamentos celebrados no Cartório, sendo quase a metade celebrada pelo próprio.

 

História que marcou

Certo dia, o tabelião foi celebrar um casamento na residência, e o noivo saiu antes da cerimônia para comprar uma garrafa de uísque para o juiz e o tabelião e até hoje não voltou. “Ele deve ter ido para a Escócia comprar a bebida”, brinca.

 

Dicas rápidas sobre:

 

1- O número do CPF da criança é gerado no ato do registro de nascimento.

 

2- A 2ª via da certidão de nascimento, casamento ou óbito pode ser solicitada pelo Cartório mesmo sendo registrada em outro.

 

3- Documentos emitidos por órgãos brasileiros que serão utilizados no exterior, devem ser apostilados em cartório.

 

4- Existem dois tipos de celebração de casamento: sendo o “Casamento Civil” e o “Casamento Religioso com Efeito Civil”.

 

5- O Casamento Religioso com Efeito Civilé habilitado no cartório e pode ser celebrado em qualquer cidade, devendo uma igreja e celebrante religioso se responsabilizar pela realização.

 

6- O Pacto Antenupcial é o documento utilizado pelos noivos para estabelecerem o regime de bens e as relações patrimoniais aplicáveis ao casamento.

 

7- A União Estável é um contrato firmado entre as partes que iniciam um relacionamento visando o vínculo familiar, compartilhando vida comum, de forma pública, contínua e duradoura.

 

8- O Testamento é um negócio jurídico constituído por uma declaração de vontade, que surtirá efeitos e eficácia após a morte do testador.

 

9- Para o sonho da casa própria não virar pesadelo, faça a escritura pública do seu imóvel e garanta a segurança do seu patrimônio.