Moda e Beleza

Será possível evitar as rugas que surgem em volta dos olhos?

O envelhecimento é uma parte inseparável da vida humana. Nascemos, crescemos e vamos envelhecendo ao longo dos anos. Há inúmeros filmes e livros que abordam a busca pela juventude eterna. Mas, a verdade é que este segredo ainda não foi descoberto.Entretanto, hoje há diversas técnicas que ajudam a melhorar a aparência e contribuem para assegurar que a idade não fique tão evidente.A partir dos 30 anos de idade, os primeiros sinais do envelhecimento já podem ser notados, principalmente na pele do rosto e na região das pálpebras.A oftalmologista Dra. Tatiana Nahas, especialista em cirurgia de pálpebras e Chefe do Serviço de Plástica Ocular da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, explica que as rugas que surgem na região dos olhos, chamadas de periorbitárias, ou popularmente conhecidas como pés de galinha, têm um papel importante no aspecto do envelhecimento facial, já que os olhos são nosso cartão de visitas.  

 Afinal, como surgem as rugas?

Para falarmos das rugas, precisamos primeiro entender como acontece o envelhecimento facial. Passamos por mudanças degenerativas nas fibras do colágeno e da elastina da derme. Há também atrofia dos músculos da expressão facial, alteração na estrutura óssea e reestruturação da gordura facial. Essas alterações podem levar ao surgimento das rugas, que são sulcos ou depressões que aparecem na pele. A cútis também perde sua tonicidade e apresenta maior tendência a manchas.Segundo Dra. Tatiana, esse o processo do envelhecimento é ainda mais prejudicial para a pele das pálpebras, a mais fina e delicada do nosso corpo. “A delicadeza da pele das pálpebras é um convite para o surgimento das rugas, principalmente se há outros fatores de risco envolvidos, como tabagismo, excesso de exposição solar, falta de hidratação e, claro, predisposição genética”, diz.

Nem toda ruga é igual

Mas, o que poucas pessoas sabem é que as rugas não são todas iguais. “Temos as chamadas rugas dinâmicas, que são aquelas que se desenvolvem devido a um movimento muscular, como sorrir, chorar, franzir a sobrancelha, etc.”, explica Dra. Tatiana.Entretanto, a médica alerta: uma ruga dinâmica pode se tornar uma ruga estática. “A ruga estática é aquela permanente, ou seja, a pele ficou marcada de forma definitiva e ela pode ser vista sem qualquer movimento do rosto. Geralmente, as rugas estáticas são mais profundas que as dinâmicas”, diz a médica.  

Tem solução?

“Uma das queixas mais comuns no consultório são as rugas dinâmicas das pálpebras, ou seja, os pés de galinha. A principal causa é a hiperatividade do músculo orbicular da pálpebra. Para melhorar a aparência é possível usar a toxina botulínica com ótimos resultados”, diz Dra. Tatiana. 

Prevenção

A médica lembra ainda que o tempo entre o surgimento da ruga dinâmica e o tratamento interfere no resultado. “Quando temos rugas muito profundas, pode ser mais desafiador corrigir para atingir um bom resultado. Além disso, precisamos lembrar que as rugas podem se tornar estáticas com o passar do tempo. Assim, a recomendação é procurar o médico o quanto antes para uma avaliação”.

Para evitar as rugas na região das pálpebras, aqui vão alguns conselhos: 

  • Use óculos de sol com protetor UVA/UVB e aplique protetor solar específico para a região das pálpebras inferiores
  • Hidrate bem a região, de preferência com produtos voltados para as pálpebras
  • Largue o cigarro e consuma álcool moderadamente
  • Beba muita água
  • Invista em alimentos saudáveis, como frutas, verduras, legumes, grãos e oleaginosas. Esses alimentos contêm diversos nutrientes responsáveis pela saúde da pele
  • Fique atento as suas expressões faciais, principalmente aquelas que podem piorar o estado de rugas já aparentes